Cuba 2.0

As redes colaborativas de viajantes estão mudando radicalmente nossa maneira de viajar e já práticamente substituíram os guias tradicionais em papel, onde o tratamento é sempre do profissional com o turista. Viajando com a ajuda da social e colaborativa web 2.0, você se sente acompanhado mesmo sozinho. Pode planejar em cima da experiência de outros internautas e conta com a ajuda dos moradores para conhecer o lugar.

Embaixo você encontra links para algumas destas redes.  Apesar de muito úteis, é preciso, porém, tomar alguns cuidados para não se deixar enganar – afinal, a web 2.0 não é infalível:

1- ficar atento não apenas à nota recebida por um estabelecimento ou serviço mas também ao número de pessoas que postaram comentários sobre eles.
2- apesar de ser possível planejar todas as etapas da viagem a partir de sites 2.0, isso deve ser só um ponto de partida para a sua empreitada. Fique aberto a novas experiências e lembre que a vezes é legal poder mudar a rota no meio da viagem.
3- fuja das opções pouco comentadas e muito bem avaliadas, assim você evita se guiar por alguém que tenha um vínculo com o lugar avaliado.
4- não esqueça de, na volta, deixar as suas impressões nos serviços que você consultou. Da mesma forma que você foi ajudado, a sua experiência pode servir de guia para alguém.

Tripadvisor: Ponto de partida obrigatório para quem pretende viajar. Conta com mais de 20 milhões de opiniões sobre hotéis e restaurantes pelo mundo, além de sugestões de atrações, passeios e até ideias de viagens. Todos os estabelecimentos cadastrados, com serviço, preço e fotos, foram sugeridos pelos usuários. Pesquisar é super fácil: basta buscar pela cidade para onde pretende ir na página principal do serviço e encontrar muitas opções de hospedagem, lugares para comer, etc. Tudo ranqueado, avaliado e comentado pelos internautas. O que ajuda – e muito – na hora de tomar uma decisão. Em muitos casos é possível ainda fazer as reservas online. Tem versão em português.

Wikitravel.org: Funciona como o seu primo mais velho e famoso, a Wikipédia, mas em vez de uma enciclopédia os seus usuários/viajantes ajudam a criar um gigantesco guia de turismo livre, colaborativo e gratuito. Os tópicos bastante completos e constantemente atualizados costumam ser bem ricos e – acredite – precisos, com informações detalhadas e atuais. Os locais são separados por regiões geográficas, mas também é possível pesquisar por uma palavra-chave, seja uma cidade, um país, ou o que mais você queira. Com cerca de 21 mil guias de destinos (dos quais pouco mais de 2 mil em português), número que cresce diariamente, é uma ótima opção para pesquisar atrações, passeios, etc. Em 2007 recebeu o Webby Awards, o Oscar da internet, como melhor site de viagens. Tem versão em português.

World66.com : A proposta do site é ser “um guia de viagens feito por você”. Os quase 80 mil artigos hospedados na comunidade oferecem informações de cerca de 20 mil destinos. É uma das páginas de viagem 2.0 mais completas na internet. Um dos diferenciais do projeto é que ele oferece também guias segmentados como, por exemplo, um que indica quais os melhores lugares para mergulhadores se aventurarem. O site ganhou força em 2003, quando adquiriu todo o conteúdo de um site turístico semelhante, o CaptainCook. Hoje, tudo que hospeda é veiculado em uma plataforma semelhante aos wikis e está licenciado em Creative Commons, podendo ser reproduzido e adaptado livremente em outros lugares. Também conta com blogs e permite o compartilhamento de fotos. Não possui versão em português.

Mochileiros.com: autointitulada a maior comunidade de viajantes independentes de língua portuguesa.

Veja também:

handdrawingline

smilieazul Cuba-cursos recomenda:

Arte e cultura:

  • La Habana.com (ex-Cuba Absolutely(: é un site super legal com informação detalhada e sempre atualizada sobre Cuba: sua cultura, estilo de vida, esportes, dicas de turismo e muito mais. É dirigido por um inglês e uma canadense; a interfase principal, portanto está em inglês, com algumas matérias com versões em espanhol e francês. Recomendo o guia de hoteles, restaurantes, etc.
  • ON Cuba(: Publicação norte-americana que tem como objetivo ser ponte de comunicação entre Cuba e os Estados Unidos.
  • Alguns dos sitios oficiais cubanos: Cubarte (o portal da cultura cubana com links para diversas instituições da área de cultura (ICAIC, Casa das Américas, etc) e Cubacine (o portal oficial do cinema cubano). Veja também o site oficial do Festival de Cinema de Havana

Dicas de viagem e informação geral sobre Cuba:

Para informações e reservas de hoteis e “casas particulares”:

bannerredessociais

Seja você também parte da comunidade brasileira da EICTV na rede!

fonte: http://www.redesocial.net/blogs/tag/viagem

Tire sua dúvida aqui:
Shares

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Shares

Achou interessante?

Compartilhe com os amigos. A gente agradece! :)